Donald Trump
Bloqueado no Twitter e Facebook

Internacional

Twitter e Facebook bloqueiam contas de Trump na sequência dos distúrbios desta quarta-feira no Capitólio. E ameaçam bani-lo para sempre

Qui, 07/01/2021 - 12:33

A rede social Twitter bloqueou a conta de Donald Trump, exigiu-lhe que retire as mensagens que desculpam a violência que aconteceu esta quarta-feira, 6 de janeiro, no Capitólio e ameaçou bani-lo para sempre. O Facebook e Instagram avançaram também com inibições.

É a primeira vez que tal acontece e é a medida mais punitiva que a rede social já tomou contra o ainda presidente dos Estados Unidos, a quem ameaçou com uma "suspensão permanente".

Também o Facebook suspendeu temporariamente a conta de Donald Trump. Antes já havia retirado um vídeo do presidente cessante norte-americano pedindo aos manifestantes para "regressarem a casa", mas no qual declarava também que a eleição tinha sido roubada, sem apresentar provas.

Além disso, o Twitter removeu três tweets da conta de Trump, por considerar que estavam a promover a violência, e ainda emitiu um aviso de que poderia simplesmente expulsá-lo para sempre caso continuasse a propagar teorias da conspiração sobre os resultados eleitorais, bem como a incitar a atos violentos.

"Estamos a tomar as medidas de emergência adequadas", vice-presidente do Facebook para a Integridade

O YouTube também disse que tinha removido o vídeo, por espalhar falsidades sobre uma fraude eleitoral generalizada.

O vice-presidente da Facebook para a Integridade, Guy Rosen, escreveu, quarta-feira na rede social Twitter, que o vídeo foi removido porque "aumenta, mais do que diminui, o risco de violência".
Na altura, o Twitter tinha mantido o acesso ao vídeo, mas impedia que fosse redistribuído ou comentado. "Esta é uma situação de emergência e estamos a tomar as medidas de emergência adequadas, incluindo remover o vídeo do presidente Trump", disse ainda.

O vídeo foi distribuído mais de duas horas depois de os apoiantes de Trump terem atacado o Capitólio em Washington, quando os congressistas estavam reunidos para confirmar os resultados do Colégio Eleitoral e a vitória do presidente eleito, Joe Biden.  No vídeo, Trump começa por dizer: "Conhecemos a vossa dor. Eu conheço a vossa ferida. Mas têm de ir para casa".

Fotos: reprodução Instagram Donald Trump

Siga a Revista VIP no Instagram